Skip to content

Qual a situação dos cristãos no Afeganistão com a ascensão do Talibã?

Entenda as dificuldades enfrentadas pelos cristãos secretos em meio à atual crise no país

Na semana passada, a Portas Abertas contou sobre a situação do Afeganistão após a tomada de algumas cidades pelo grupo extremista Talibã. Agora, o país está completamente tomado pelos jihadistas. Hoje pela manhã, a emissora de TV Al Jazeera divulgou vídeos exclusivos de combatentes do grupo entrando em Cabul, capital do país, tomando o poder do Palácio Presidencial e declarando o fim da guerra de 20 anos. 

 

A tomada de poder pelo Talibã aumenta a vulnerabilidade dos seguidores de Cristo no Afeganistão (fonte: CNN Brasil)

O presidente Ashraf Ghani fugiu do país, segundo ele para evitar derramamento de sangue e mais tragédias e mortes. Algumas fontes mencionaram que o líder poderia ter fugido para o Uzbequistão ou Tajiquistão. “Têm sido dias tristes para os cidadãos do Afeganistão, e um momento ainda mais perigoso para ser seguidor de Cristo. É uma situação incerta para todo o país, não apenas para os cristãos secretos. Nossos corações estão partidos. Sabíamos que isso poderia acontecer. Não estamos surpresos, mas isso não torna a dor menor”, conta o irmão Samuel*, parceiro da Portas Abertas na Ásia. 


Os afegãos, bem como estrangeiros residentes no país, estão tentando deixar o Afeganistão o mais rápido possível, fazendo fila nos bancos na tentativa de retirar as economias e ir para o aeroporto de Cabul para fugir do país. A situação no aeroporto ficou caótica. Muitos moradores que passaram os últimos anos ajudando as forças americanas estão agora solicitando vistos para sair. Embora o Talibã prometa uma abordagem mais moderna e reformada para o governo, os temores permanecem sobre como eles imporão a sharia (conjunto de leis islâmicas) nos próximos dias.
 


“Os cristãos secretos no país são especialmente vulneráveis. Antes do governo Talibã, eles já tinham muita dificuldade em viver de acordo com a fé, pois tinham que mantê-la em segredo para amigos e familiares por medo da perseguição e até morte. Agora que o Talibã está no poder, a vulnerabilidade dos cristãos aumentou. Seria quase impossível ser um seguidor de Jesus no país. Estamos monitorando a situação, mas este é o momento para pedirmos a Deus que tenha misericórdia não só do seu povo, mas deste país como um todo”, finaliza Samuel.

Como orar pelos cristãos no Afeganistão? 

1. Ore pelo pequeno grupo de cristãos no país. A situação é incerta e muitos não sabem em quem confiar. Peça para que encontrem força, sabedoria e paz nas promessas de Deus. 

2. Apresente em oração os deslocados. Espera-se uma nova onda de refugiados afegãos indo para muitas partes do Oriente Médio e do resto do mundo. Clame pela proteção e provisão de Deus. 

3. Interceda pelas mulheres. Muitas mulheres temem que a regra do Talibã signifique que elas sejam despojadas de oportunidades de educação. Mulheres envolvidas na educação nos últimos anos também podem estar em risco – ore por proteção. 

4. Peça pelos doentes. Os casos de COVID-19 estão aumentando no país e os hospitais são limitados no que podem oferecer. Não há certeza de como o sistema de saúde será capaz de se sustentar com o novo governo do Talibã. Ore para que o sistema de saúde não entre em colapso. 

5. Clame para que o país não seja um paraíso para extremistas. O governo do Talibã de 20 anos atrás é conhecido por ser facilitador de organizações extremistas islâmicas. Com o controle sobre o Afeganistão, o país poderia ser palco de uma nova geração de grupos terroristas.

*Nome alterado por segurança.

FONTE: Portas Abertas

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print