Ore pela Igreja perseguida no México

Graça e paz queridos, entramos no segundo mês do treinamento Missionário da AMAS-KAIRÓS. Muito calor, muitos desafios, muito tempo em aulas e trabalho em equipe.

O grupo segue em frente sendo formado para alcançar as nações, entre tantas experiências, queremos compartilhar apenas uma. Sempre ouvimos falar sobre a igreja perseguida, e o México ocupa o 38º na lista dos países com perseguição segundo as Portas Abertas.

Neste primeiro mês tivemos, a oportunidade de conhecer uma cidade onde foi palco de grande perseguição e derramamento de sangue. Ali muitos cristãos perderam suas vidas por confessar a Cristo Jesus como Senhor e Salvador de suas vidas.

Depois de conhecer uma parte da cidade onde se pratica extrema bruxaria misturada com religião, fomos até uma casa, e para nossa surpresa ali estava um grupo de 20 irmãos corajosos louvado a Deus.

Nesta cidade até hoje está proibido a construção de igrejas evangélicas. Muitos por professarem sua fé, tem seus serviços de saneamento básicos cortados e seus filhos não são bem vindos e vivem oprimidos pelos demais.

Ao conhecer este valente grupo, me lembrei da história de Jonas, pois assim como em Nínive, esta cidade mexicana precisa ser alcançada, e faço diante disto três perguntas:

O que pensa Deus sobre essa cidade? Aonde está Deus? O que Deus que fazer? As resposta são muito claras, Deus os ama, Deus está nos crentes, Deus quer Salva-los.

Por segurança não podemos revelar a cidade, mas uma coisa sabemos Deus ama aquele povo que derramou tanto sangue, Deus quer através de nós entrar lá e fazer maravilhas, orem pelos povos perseguidos no México e no mundo, eles são verdadeiros Discípulos do Senhor!

Cremos não só no crescimento da igreja mexicana mas também no que Deus pode fazer através deles em todas as nações.

O treinamento missionário segue até 28 de novembro, orem por:

  • Saúde física e proteção. Este mês aparecerem muitas serpentes no local.
  • Sustento financeiro para nossa equipe e alunos, não deixe de participar.
  • Pelos professores que estão ministrando, entre eles tivemos o pastor Paulo e teremos o pastor Luís líder da Kairos México.
  • Ore pela saúde do Pastor Daniel e Ruth, presidentes da missão AMAS.
  • Por nossas famílias que estão no Brasil.
  • Por direcionamento de campo para cada aluno.

Em Cristo Jesus

Pastores missionários Adriano e Lupita.

Qual a situação dos cristãos no Afeganistão com a ascensão do Talibã?

Entenda as dificuldades enfrentadas pelos cristãos secretos em meio à atual crise no país

Na semana passada, a Portas Abertas contou sobre a situação do Afeganistão após a tomada de algumas cidades pelo grupo extremista Talibã. Agora, o país está completamente tomado pelos jihadistas. Hoje pela manhã, a emissora de TV Al Jazeera divulgou vídeos exclusivos de combatentes do grupo entrando em Cabul, capital do país, tomando o poder do Palácio Presidencial e declarando o fim da guerra de 20 anos. 

 

A tomada de poder pelo Talibã aumenta a vulnerabilidade dos seguidores de Cristo no Afeganistão (fonte: CNN Brasil)

O presidente Ashraf Ghani fugiu do país, segundo ele para evitar derramamento de sangue e mais tragédias e mortes. Algumas fontes mencionaram que o líder poderia ter fugido para o Uzbequistão ou Tajiquistão. “Têm sido dias tristes para os cidadãos do Afeganistão, e um momento ainda mais perigoso para ser seguidor de Cristo. É uma situação incerta para todo o país, não apenas para os cristãos secretos. Nossos corações estão partidos. Sabíamos que isso poderia acontecer. Não estamos surpresos, mas isso não torna a dor menor”, conta o irmão Samuel*, parceiro da Portas Abertas na Ásia. 


Os afegãos, bem como estrangeiros residentes no país, estão tentando deixar o Afeganistão o mais rápido possível, fazendo fila nos bancos na tentativa de retirar as economias e ir para o aeroporto de Cabul para fugir do país. A situação no aeroporto ficou caótica. Muitos moradores que passaram os últimos anos ajudando as forças americanas estão agora solicitando vistos para sair. Embora o Talibã prometa uma abordagem mais moderna e reformada para o governo, os temores permanecem sobre como eles imporão a sharia (conjunto de leis islâmicas) nos próximos dias.
 


“Os cristãos secretos no país são especialmente vulneráveis. Antes do governo Talibã, eles já tinham muita dificuldade em viver de acordo com a fé, pois tinham que mantê-la em segredo para amigos e familiares por medo da perseguição e até morte. Agora que o Talibã está no poder, a vulnerabilidade dos cristãos aumentou. Seria quase impossível ser um seguidor de Jesus no país. Estamos monitorando a situação, mas este é o momento para pedirmos a Deus que tenha misericórdia não só do seu povo, mas deste país como um todo”, finaliza Samuel.

Como orar pelos cristãos no Afeganistão? 

1. Ore pelo pequeno grupo de cristãos no país. A situação é incerta e muitos não sabem em quem confiar. Peça para que encontrem força, sabedoria e paz nas promessas de Deus. 

2. Apresente em oração os deslocados. Espera-se uma nova onda de refugiados afegãos indo para muitas partes do Oriente Médio e do resto do mundo. Clame pela proteção e provisão de Deus. 

3. Interceda pelas mulheres. Muitas mulheres temem que a regra do Talibã signifique que elas sejam despojadas de oportunidades de educação. Mulheres envolvidas na educação nos últimos anos também podem estar em risco – ore por proteção. 

4. Peça pelos doentes. Os casos de COVID-19 estão aumentando no país e os hospitais são limitados no que podem oferecer. Não há certeza de como o sistema de saúde será capaz de se sustentar com o novo governo do Talibã. Ore para que o sistema de saúde não entre em colapso. 

5. Clame para que o país não seja um paraíso para extremistas. O governo do Talibã de 20 anos atrás é conhecido por ser facilitador de organizações extremistas islâmicas. Com o controle sobre o Afeganistão, o país poderia ser palco de uma nova geração de grupos terroristas.

*Nome alterado por segurança.

FONTE: Portas Abertas

Capacitando novos sucessores de missões além fronteiras

Como Igreja, fomos comissionados por Deus a anunciar o Evangelho a todos os povos e nosso propósito como agência missionária, é ver a Igreja do Senhor e seus filhos anunciando Sua glória, fazendo discípulos de Jesus Cristo, de todas as nações povos e línguas.
No dia 01 de agosto, a convite da Missão AMAS no México, iniciamos o treinamento intercultural em parceria com a Missão KAIRÓS. Enviamos o Pastor Adriano e sua esposa Lupita para liderar o treinamento Cafernaum no estado de Chiapas, México.
A turma é pequena, mas seguem animados, temos 7 alunos e uma bebê. Três rapazes, duas mulheres solteiras e um casal da Kairós Colômbia com seu bebê. Ainda esta semana receberemos três missionários de apoio: André e Rafaela e o recém-formado Eduardo Castro.
Orem por estes sete candidatos, que serão treinados para serem futuros sucessores de missões 2 Tm 2.2. Que durante esse tempo, eles tenham experiências maravilhosas com Deus, que sejam edificados, restaurados e ouça a voz de Deus confirmando o propósito na vida de cada um.
Orem a Deus por sabedoria e que haja provisão e cuidado. Interceda pelos líderes pastor Adriano e Lupita que foram do Brasil para liderar o treinamento, por sustento de toda equipe de apoio e professores que estarão no treinamento até novembro.
Você pode ofertar para este ou outros projetos.
Entre em contato conosco. 11 94357-3450 WhatsApp
mantenedores@missaokairos.org.br
ou através do nosso site www.missaokairos.org.br

Casa abrigo, um lugar de refúgio!

Queridos, conheçam um pouco da Casa abrigo e escola de corte e costura Nyumba ya bibi Sebastiana (Casa da Vovó Sebastiana).

Nesta casa, recebemos adolescentes órfãs, vítimas de abuso sexual, possíveis vítimas de casamento precoce e mutilação vaginal, adolescentes grávidas que são expulsas do lar pelos próprios pais.

As que são menores de idade e estão em total vulnerabilidade ficam na casa abrigo até alcançar a maioridade.

 

Na casa abrigo elas têm a oportunidade de recomeçar a vida com uma nova profissão com o curso de Corte e Costura, por exemplo. É um projeto que tem mudado a vida de centenas de meninas. No início do curso elas recebem a doação de uma máquina de costura e material básico como tecido, linhas e tesouras.

Ao longo desses 7 anos trabalhando na Tanzânia, formamos mais de 200 meninas dando-lhes capacitação profissional, o que também significa comida na mesa de sua família todos os dias, voz ativa e respeito diante da sociedade em que estão inseridas.

O mais importante é que durante esse período que vivem no projeto, elas são ministradas e aprendem a Palavra do Senhor e o adoram com louvores. Essa mudança de vida tem chegado às suas famílias. A Graça do nosso Deus tem edificado e alcançado os lares dessas meninas.

Estamos na África salvando as almas no amor de Cristo e provando o amor Dele pelo cuidado em suas vidas.

A comunicação e o Evangelho

A comunicação faz parte do evangelho, comunicar constitui a natureza da nossa fé. Isso significa que não vivemos uma fé apenas pessoal e particular, vivemos uma fé que é a expressão de Deus para o coletivo (sociedade) e que está em expansão. A comunicação é também uma característica que nos diferencia das outras tradições religiosas, pois viver e pregar é essencial. Isso, entre outras coisas, mostra que o evangelho é uma mensagem global por natureza, a mensagem de Deus para o mundo todo.

Em Lucas 2:10, diz que o anjo, ao anunciar para os pastores a respeito do nascimento de Jesus, falou para eles não terem medo, pois ele trazia boas novas de grande alegria. E qual seria essa boa notícia? O verso 11 nos responde: “Hoje, na cidade de Davi, lhes nasceu o Salvador que é Cristo, o Senhor”. Isso significa que a boa notícia é que Jesus nasceu, ou seja, nasceu o Salvador que é o Cristo (escolhido de Deus) e também Senhor, a quem devemos honrar, isso resultaria em grande alegria para todos! Jesus é o evangelho, a boa notícia para todo o mundo.

Isso no leva a compreender que cada um de nós temos a responsabilidade de comunicar e continuar transmitindo Jesus ao mundo. Tanto de forma vivida em obras e em atitudes verdadeiras de arrependimento, quanto falando, testemunhando e compartilhando, para outros possam ouvir e também se alegrarem.

De que forma você está comunicando o Reino?