Skip to content

Ministérios Estratégicos

O obreiro de base, responsável pelo envio e a manutenção das equipes transculturais, são hoje, segundo pesquisa da AMTB, 17,6% da força missionária brasileira.

Administração, contabilidade, comunicação, mobilização, treinamento de vocacionados e professores são algumas das atividades desempenhadas por estes obreiros. 

Um dos maiores desafios para esse grupo é a falta de reconhecimento por parte de igrejas enviadoras/adotantes e de sustento financeiro. Lamentavelmente, ainda há uma hipervalorização do obreiro além mar em detrimento daqueles que mantem os mesmos na linha de frente! Oremos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print